domingo, 6 de janeiro de 2013

CONFRONTOS APÓS O JOGO OBRIGA PSP A INTERVIR

A Polícia de Segurança Pública identificou três jogadores e deteve três adeptos no final do encontro entre Benfica e FC Porto, disputado ontem no Pavilhão da Luz, em Lisboa, e que terminou a vitória da equipa visitante por 6-4.

Foto: Jornal "A Bola"

«No final do jogo, houve uma alteração entre adeptos e alguns jogadores da equipa visitante. Houve a identificação de três jogadores de ambas a equipas, um por tentativa de agressão a um adepto e outros dois por agressões mútuas», explicou, em declarações à Antena 1, o comissário Jairo Campos, revelando que o jogador identificado por agressão a um adepto é do FC Porto.

Já as duas detenções foram justificadas «por resistência e coação a agentes da Polícia de Segurança Pública».

Edo Bosh, guarda-redes do FC Porto, terá sido o jogador identificado por agressão a um adepto que se encontrava na bancada, perante aquilo que o Benfica considerou, num comunicado emitido após o jogo, «a passividade da PSP». «A actividade da polícia verificou-se logo depois, mas para entrar bancada dentro numa carga policial inexplicável, onde nem crianças nem mulheres foram poupadas», lê-se na nota.

In Jornal "A Bola"
Titulo: Cartão Azul

1 comentário:

Manuelmarques Marques disse...

Mais uma vez à PSP,e que culpada pelos desacatos nas bancadas.
Eu fiz parte da organização,da taça de Portugal,que realizou no Entroncamento,onde não houve problemas, com claques destes clubes.
No final do jogo, o responsável,pelo CI da PSP veio dizer que a organização do evento tinha tomado todas as preocupações,e que nunca tinha estado num evento,onde estes 2se difrontaram sem problemas.
Ja e altura dos dirigentes,trabalharem mais,do que julgar sempre as mesmas vítimas(PSP,CI,IR).
Se não conseguem deiam os lugares a quem sabe.
Obg amigo Gavancho